Menu

22 – Sexologia – Parte 2

1 de março de 2016 - Fase A

Tema nº. 22 –  (parte 2) – Sexologia.

 

Nesta segunda parte sobre o tema Sexologia, trataremos da Supra-sexualidade.

 

SUPRA-SEXUALIDADE

 

A supra-sexualidade pode ser primeiramente definida como o sábio uso da energia sexual.

Com o inteligente uso das energias sexuais geradas neste ato maravilhoso, que para o sábio remonta ao Fiat lux do primeiro instante, ou seja, ao reencontro com as Forças primogênitas da Criação, o homem em primeira instância pode se regenerar maravilhosamente; depois pode recriar a si mesmo (renascer) e por último, poderá fusionar-se com o SER.

Somente, porém, morrendo em nós mesmo, ou seja, eliminando nossos vícios e valores toscos (nossos egos), conforme temos ensinado, que será possível abrirmos caminho para que a alma produza o renascer do homem autêntico, do homem-anjo, mediante a prática do segundo fator de revolução da consciência, o nascer, SAHAJA MAITHUNA, MAGIA SEXUAL SEM DERRAMAMENTO DE SÊMEN NEM ORGASMOS OU ESPASMOS, transmutando o licor seminal em energia, de maneira que ela  siga para dentro e para cima. O método completo já ensinamos detalhadamente em lições passadas.

Lembremos que o objetivo da “Grande Obra” é tirar o centro de gravidade do ego, e para isso é urgentíssimo que o eliminemos radicalmente. Consequentemente nosso centro de gravidade se transferirá para a alma, para o Ser.

(Antes de qualquer coisa, entretanto, para que se crie o ambiente necessário dentro de nós mesmos, é indispensável que não nos esqueçamos de nós mesmos – prática da “recordação de si“ – E que fique claro: nós somos a alma e não o ego – “Ser ou não ser? Eis a questão“… onde o ‘Ser’ representa Nosso Real Ser Íntimo e o ‘não ser’, sua negação, os egos)

Obviamente, esse é um processo muito longo. Não obstante, é o que nos cabe fazer a cada instante.

Tentando descrever estados interiores indescritíveis, arriscaremos dizer que o pontapé inicial é buscar a paz dentro do nosso coração tranquilo que a tudo envolve – ali estaremos um pouco mais próximos de nossa alma –  posicionar nossa mente aqui e agora e, mediante o sentido da auto-observação, auto-observarmo-nos, para logo em seguida julgar e eliminar nossos estados equivocados de espírito, com a ajuda de Devi Kundalini.

(A prática da meditação, conforme temos dito, é fundamental para o conhecimento direto deste estado de consciência com o centro de gravidade definitivamente na alma.)

E assim como nós, homens nascidos da mulher, nascemos do sexo, não poderia ser diferente o nascimento do homem-anjo, do homem perfeito, do Cristo – do “filho do homem”; ou seja, renascemos em nós mesmos através do sábio uso do sexo. Atentem bem a este trecho tirado da Bíblia:

“Havia um homem entre os fariseus, chamado Nicodemos, príncipe dos judeus. Este foi ter com Jesus, de noite, e disse-lhe: “Mestre, sabemos que vieste de Deus para nos ensinar. Ninguém pode fazer esses milagres que fazes, se Deus não estiver com ele.” Jesus replicou-lhe: “Em verdade, em verdade, te digo, quem não nascer do alto, não poderá ver o reino de Deus.” Nicodemos perguntou-lhe: “Como pode um homem nascer, sendo velho? Porventura pode tornar a entrar no seio de sua mãe e nascer?” Respondeu Jesus: “Em verdade, em verdade te digo, quem não nascer da água (do sêmem) e do Espírito (do Ser) não poderá entrar no reino de Deus. O que nasceu da carne é carne, e o que nasceu do Espírito é espírito. Não te maravilhes que eu te tenha dito: Necessário vos é nascer do alto. O vento sopra onde quer; ouves-lhe o ruído, mas não sabes donde vem, nem para onde vai. Assim acontece com aquele que nasceu do Espírito.” Replicou Nicodemos: “Como se pode fazer isso?” Disse Jesus: “És doutor em Israel e ignoras estas coisas!… Em verdade, em verdade te digo, dizemos o que sabemos, e damos testemunho do que vimos, mas não recebeis o nosso testemunho. Se vos tenho falado das coisas terrenas e não me credes, como crereis, se vos falar das celestiais? Ninguém subiu ao céu senão aquele que desceu do céu, o Filho do Homem que está no céu. Como Moisés levantou a serpente no deserto (a Kundalini), assim deve ser levantado o Filho do Homem, para que todo o homem que nele crer tenha a vida eterna.”

             Obviamente, o “sexo sagrado” dos homens santos somente é possível com o advento de um MATRIMÔNIO PERFEITO. Jesus, Buda, Hermes, Conde Saint Germain, Moisés, entre muitos outros, todos foram absolutamente supra-sexuais. Não é possível entrar no reino dos céus sem o sábio uso das energias sexuais, sem a “MAGIA SEXUAL“, o sexo yoga. As chaves do Reino dos Céus quem as detêm é Pedro, a ’pedra’. Bem é sabido que simbologicamente entre os alquimistas a pedra é o símbolo do sexo, a matéria prima. As simbologias do Santo Graal, do elixir da longa vida, da mescla dos metais alquímicos, da cruz, do Tao, do ying e yang, etc. nos levam, em última síntese, à sábia união entre polos opostos, entre masculino e feminino, ou seja, ao sexo.

Falando agora em termos práticos, a magia sexual é algo muito difícil de se conseguir, pois requer o contato com nossa pureza interior profunda; requer, ainda, força de vontade suprema e o conhecimento e domínio completo da técnica. É uma busca paciente, mas de resultados definitivos. Ela nos proporcionará, no entanto, ao longo deste caminhar, saúde, regeneração e a palavra de passe para qualquer rincão do reino dos Céus.

Somente aqueles seres capazes de encontrar o amor verdadeiro obterão êxito na Magia Sexual. Mas isso não quer dizer que todos nós não tenhamos que começar do zero, pois no zero estamos. Se aguardássemos sermos mais puros para iniciarmos essa prática, ninguém de fato a começaria. A pureza e o amor se alcançam no caminhar. A magia sexual potencializa esse avanço. Na verdade, a pureza e o amor levamo-los dentro de nós mesmos, necessitamos apenas encontrá-los.

A magia sexual com sua transmutação das energias sexuais, nos proporcionará a regeneração física, psíquica e anímica e nos despertará o “FOGO SAGRADO“. O FOGO SAGRADO, ou seja, NOSSA DIVINA MÃE Kundalini casada com o ESPÍRITO SANTO, tem o poder necessário para eliminar radicalmente nossos defeitos psicológicos mais arraigados. De maneira que caminha muito mais rápido o casado no processo da aniquilação do ego, do que o solteiro; sem mencionar que somente se chega a despertar os poderes da alma de forma objetiva e permanente e a unir-se com Deus, aqueles que praticam magia sexual.

O matrimônio perfeito é conseguido apenas pelas grandes almas e vai muito além da complementação dos cinco centros da máquina humana. Lembram-se que dissemos linhas acima quando falávamos na velocidade dos cinco centros, que relacionamos a harmonia deles com a felicidade no matrimônio? Pois bem, agora é hora de detalhar bem essa questão fundamental para o entendimento adequado da SUPRA SEXOLOGIA.

Permitam-me asseverar que a complementação dos cincos centros é uma questão meramente mecânica, mecanicista. A supra sexologia, por sua parte é uma questão de revolução, ou seja, ultrapassa e muito a mera procura exterior. O matrimônio perfeito, do qual temos falado aqui, vai além em demasia do encontrar um par que nos complemente nos cinco centros de energia. Ora, não é possível sermos felizes enquanto não sejamos sábios. Não é possível sermos felizes enquanto não tenhamos encontrado o verdadeiro amor, dentro de nós mesmos. Isso ficará evidente para vocês, quando analisarem a questão sob esta ótica. Vejamos: se dissermos que um casal de ladrões, por exemplo, ainda que se complementem nos cinco centros, podem não ser felizes, seria possível? Seria. Pois a infelicidade deles brotaria justamente de seus próprios egos, uma vez que tenderão a passar a perna e a cobiçar as qualidades um do outro, por exemplo; sem contar a própria infelicidade que brota do eterno desejar do ego e demais questões acima expostas. Queremos dizer com esse simplório exemplo, que somente conseguirão estabelecer um matrimônio perfeito, dois seres que busquem a verdade, a justiça e o verdadeiro amor. Os cinco centros estão em movimento, mudam portanto, e assim sendo, para aqueles que iniciam um trabalho sério sobre si mesmos, ser-lhes-á possível equilibrarem todos seus centros. Deste modo, aqueles que limitam o matrimônio a encontrar o par que lhe corresponda nos cinco centros, não poderiam, a rigor, mudar nunca, pois isso poderia lhes abalar a estrutura conjugal e isso é absurdo!

Somente aqueles que se acham perfeitos ou são extremamente apáticos e passivos acham que não devem mudar.

A VERDADE não a possuímos; A VERDADE a obtemos buscando-a, o que nos obriga a mudarmos radicalmente. Se ambos buscam a verdade, a justiça e o verdadeiro amor, esses seres fatalmente se encontrarão no caminhar e no futuro serão unos entre si, com Deus e toda a humanidade, pois a autêntica VERDADE, a JUSTIÇA e o AMOR não são coisas mutáveis.

Observem, então, o seguinte conceito: o matrimônio perfeito é conseguido dentro de nós mesmos, através da busca interior profunda, o que requer tenacidade, paciência infinita e, sobretudo, o conhecimento e vivência direta daquilo que se chama amor, compreensão, respeito e sabedoria, culminando com nossa união com Deus, o que nos trará a verdadeira felicidade eterna e abrasadora. A verdadeira felicidade está na nossa própria relação com Deus. O casamento das almas-gêmeas são o casamento da Alma Humana com a Alma Divina, que ocorre durante a GRANDE OBRA, dentro de nós mesmos. Aprender a buscar o amor dentro de nós mesmos é fundamental, se realmente quisermos adentrar no caminho do matrimônio perfeito. O sábio ama as flores, as pedra, a criação e também ama profundamente sua divina esposa. Transcreveremos para um melhor entendimento geral o seguinte capítulo intitulado ‘O Amor’ do livro “O Matrimônio Perfeito” do V.M. Samael:

“Deus, como Pai, é SABEDORIA, Deus, como MÃE, é AMOR.

Deus, como Pai, reside no olho da Sabedoria. O olho da SABEDORIA se acha situado no entrecenho.

DEUS, como AMOR, acha-se no TEMPLO-CORAÇÃO.

SABEDORIA e AMOR são as duas colunas torais da GRANDE LOJA BRANCA.

AMAR, quanto é belo amar! Somente as grandes almas podem e sabem AMAR. O amor é ternura infinita… O amor é a vida que palpita em cada átomo. Como palpita em cada sol.

O Amor não pode ser definido, porque é a DIVINA MÃE DO MUNDO; é isso que advém a nós quando realmente estamos enamorados.

O AMOR é sentido no fundo do coração; é uma vivência deliciosa; é fogo que consome; é vinho divino, delírio daquele que o bebe…

… O matrimônio perfeito é a união de dois seres que, verdadeiramente, SABEM AMAR.

Para que haja verdadeiramente amor, é necessário que o homem e a mulher se adorem em todos os sete GRANDES PLANOS CÓSMICOS.

Para que haja AMOR, é necessário que exista uma verdadeira comunhão de almas nas três esferas do PENSAMENTO, SENTIMENTO e VONTADES.

Quando os dois seres vibram afins em seus pensamentos, sentimentos e volições, então o Matrimônio Perfeito se relaiza nos sete planos da Consciência Cósmica.”

(comentário: como temos dito, o ser humano é tricentrado, tricerebrado.)

(comentário: diz o V.M. Rabolú, que para um gnóstico, serve uma gnóstica. Isso não quer dizer que se vá a casar com a primeira ou primeiro que apareçam. Têm que se conhecer, se admirar, que se tenham afeto é claro, não direi que se amem, pois o verdadeiro amor é inteiramente desconhecido para nós, e somente advirá com a eliminação do ego. Como dizíamos eu e meus amigos de curso: “para um diabo, combina uma diaba“; ou seja, para nós serve uma pessoa como nós…)

… (contimuando a transcrição…)

“O matrimônio que se realiza sem amor, unicamente sobre bases de interesse econômico ou social, é realmente, um pecado contra o ESPÍRITO SANTO. Essa classe de matrimônios fracassa inevitavelmente.

Os enamorados, amiúde confundem o desejo com o amor; e o pior do caso é que se casam, crendo-se enamorados. Consumado o ato sexual, satisfeita a paixão carnal, vem, então, o desencanto, fica a terrível REALIDADE.

Os enamorados devem auto-analizar-se a si mesmos antes de casar, para saber se realmente estão enamorados. A paixão se confunde facilmente com o amor. O AMOR E O DESEJO SÃO ABSOLUTAMENTE OPOSTOS.

 (quero explicar um pouco mais esse ponto. Para muitos pode parecer estranho ouvir dizer que desejo e amor são opostos. Afinal, está muito em voga que as pessoas se deixem consumar todas as suas taras, fantasias, desejos, etc, pois isso, dizem aqueles que nada sabem, traz a felicidade. É claro que a repressão sem eliminação trás desconforto interior. A eliminação dos agregados psíquicos é fundamental para se compreender a leveza e a liberdade sem fim que é o AMOR verdadeiro na ausência dos egos. O ato de satisfazer todos os desejo ao invés de trazer felicidade trás conseqüências desastrosas a curto, médio e longo prazo. Uma delas, por exemplo, só pra citar uma, é a inevitável desmagnetização e decrepitude dos corpos. O único caminho que conduzem à verdadeira e contínua felicidade são o AMOR e a SABEDORIA. Entenda-se por sabedoria como CONHECIMENTO DA VERDADE. Ou seja, sem se buscar a verdade é impossível ser feliz. Sem amor é impossível se encontrar a verdade, tampouco ser feliz. Meditem, vivenciem tudo isso, busquem a verdade. E encontrem o amor verdadeiro dentro de si mesmos.)

...

… “Aquele que verdadeiramente está enamorado é capaz de dar até a última gota de sangue pelo ser adorado.” …

…” Existe verdadeira afinidade de pensamentos, sentimentos e vontades com o ser que adoras? Recorda que, se esta afinidade completa não existe, então teu matrimônio, em vez do céu, será um verdadeiro inferno. Não te deixes levar pelo desejo, MATAI, NÃO SOMENTE O DESEJO, SENÃO ATÉ A PRÓPRIA SOMBRA DA ÁRVORE TENTADORA DO DESEJO.

O amor começa com um relâmpago de simpatia deliciosa. Substancializa-se com a ternura infinita e se sintetiza em suprema adoração.

Um MATRIMÔNIO PERFEITO é a união de dois seres que se adoram absolutamente. No amor são existem projetos, nem contas bancárias. Se estás fazendo projetos e cálculos, é porque não estás enamorado. Reflete antes de dar o GRANDE PASSO. Realmente estás enamorado? Cuida-te da ilusão do desejo. RECORDA QUE A CHAMA DO DESEJO CONSOME A VIDA E FICA, ENTÃO A TREMENDA REALIDADE DA MORTE.

Existem pessoas que se acham casadas nos planos físico e etérico; porém, no astral não o estão. Outras estão casadas nos planos físico, etérico e astral; porém, não o estão no plano mental; cada qual pensa da sua própria maneira; a mulher tem uma religião e o homem outra; não estão de acordo no que pensam, etc., etc., etc.

Existem matrimônios afins nos mundos do pensamento e do sentimento; porém, absolutamente postos no mundo da vontade. Estes matrimônios chocam-se constantemente; não são felizes.

O Matrimônio Perfeito deve ser efetuado nos sete planos da Consciência Cósmica. Existem matrimônios que não chegam nem sequer até o plano astral. Então não existe nem sequer atração sexual. Esses não verdadeiros fracassos. Essa classe de matrimônios se fundamenta, exclusivamente, na fórmula matrimonial.

Algumas pessoas estão vivendo vida matrimonial, no plano físico, com determinado cônjuge e, no plano mental, vivem vida conjugal com outro cônjuge diferente. Raras vezes encontramos, na vida, um Matrimônio Perfeito.”

(comentário: aqueles que estão casados e que constataram não possuir um matrimônio perfeito, lembrem-se que matrimônio perfeito é conquistado dentro e não fora de nós mesmos. Para isso precisamos morrer muito em nós mesmos e dar muito amor, além de ter muita paciência com nosso cônjuge, o que pressupõe super esforços, pois o nosso exemplo pode fazer com que o par venha a comprovar que sim, nós nos temos de fato transformado em pessoa melhor. Isso pode fazer com que nosso querido par nos acompanhe em nossa caminhada em direção à Luz. Essa questão é muito pessoal e delicadíssima, cada qual deve ter muita compreensão e auto-observação minuciosa, pois a arte da sabedoria está na própria vida vivida com perfeição. Temos chamado o caminho secreto de “o caminho do fio da navalha“, porque um passo para cá caímos, um passo para lá caímos; há perigo fatal por ambos os lados.)

Contempla os olhos do ser que adoras; perde-te na dita de suas pupilas; porém, se queres ser feliz, não te deixes levar pelo desejo.

Não confundas, homem enamorado, o amor com a paixão. AUTO-ANALISA-TE profundamente. É urgente saber se ela te pertence em espírito. É necessário saber se estás completamente afim com ela, nos três mundos do pensamento, sentimento e vontade.

O adultério é o resultado cruel da falta de amor. A mulher verdadeiramente enamorada preferiria a morte antes que o adultério. O homem que adultera não está enamorado.

O AMOR É TERRIVELMENTE DIVINO. A BENDITA DEUSA MÃE DO MUNDO É ISSO QUE SE CHAMA AMOR.

Com o fogo terrível do AMOR podemos transformar-nos em DEUSES, para penetrar, cheios de majestade, no ANFITEATRO DA CIÊNCIA CÓSMICA.” – (ficam até aqui as palavras do V.M. Samael.)

A grande chave, o grande mistério guardado a sete chaves por muitos e muitos séculos, o grande segredo, cuja revelação sem autorização fez punir muitos até com a morte, é o segredo da transmutação sexual sem derrame seminal. Ela somente se torna possível com a união do homem com a mulher em ato sexual, desde que seja com amor infinito e devoção a Deus suprema, sem derramamento de semêm e sem orgasmo. Toda essa energia maravilhosa que o vulgo vilmente despreza em nome do sensorial, o sábio transforma em AMOR e VONTADE. O SEXO É UM ATO SAGRADO. No livro entitulado “O Mistério do Áureo Florescer” o V.M. SAMAEL dá todas as informações filosóficas necessárias para se compreender a fundo a MAGIA SEXAL SEM DERRAMAMENTO DE SEMEM. No livro “A Águia Rebelde” o V.M. RABOLU ensina a técnica da transmutação sexual em detalhes. Neste curso também passaremos a técnica completa para uma correta transmutação das energias sexuais, veja-se lição dezenove.

Antes de finalizar esta lição, gostaria de abordar mais um detalhe. COM O ADVENTO DA CASTIDADE CIENTÍFICA, ao transmutar suas energias sexuais o Iniciado cria seus corpos existenciais do Ser (os trajes de bodas mencionado no Apocalipse de São João). Esses são os autênticos corpos astral, mental e causal, que vão servir de veículo para a alma se manifestar nos mundos Superiores. Com a TRANSMUTAÇÃO SEXUAL o homem torna-se super-homem, pois regenera todos os poderes inerentes à alma; poderes estes que nosso grau acentuado de degeneração nos fez perder. Quero me referir à clarividência; à clariaudiência; ao poder de fazer viagem astral conscientemente quando se queira; ao poder de levar seu corpo de carne e osso para a quarta e a quinta dimensões, entre outras maravilhas. Com a TRANSMUTAÇÃO SEXUAL chegamos a vencer a morte física e se quisermos poderemos permanecer com esse mesmo corpo físico por tempo indeterminado.

 

Recapitulando:

 

3 opiniões sobre “22 – Sexologia – Parte 2

Sandra Aparecida Gomes

Olá, primeiramente gratidão pelo curso que tanto contribui para o despertar da consciência do buscador (a) da verdade.

– Li o livro “o matrimônio perfeito”, alguns informações na internet e venho acompanhando o curso aqui disponível, porém ainda não consegui compreender como o segundo fator de revolução da consciência, “o nascer” acontece na mulher?, pois conforme transcrito no 3º parágrafo deste tema:

…”o nascer, SAHAJA MAITHUNA, MAGIA SEXUAL SEM DERRAMAMENTO DE SÊMEN NEM ORGASMOS OU ESPASMOS, transmutando o licor seminal em energia, de maneira que ela siga para dentro e para cima”

– o licor seminal se transforma em energia e segue para DENTRO e para CIMA, eu entendi que isso acontece dentro do corpo do homem; Gostaria humildemente de saber se minha compreensão está correta e principalmente como acontece “o nascer” no corpo da mulher?

Por favor perdoe algum equívoco da minha parte a até ignorância, se for o caso.

Desde já agradeço a atenção.

Resposta
    gnose

    Olá, amiga Sandra, é com imensa alegria que nos dá a oportunidade de explicar. Antes de mais nada é sempre interessante ler os Mestres. No livro ‘A Águia Rebelde’ o V.M.Rabolu explica bem esta questão de homens e mulheres. Tecnicamente a mulher tem tanto poder de geração quanto o homem e isso já bastaria para fazer qualquer corpo astral, mental, e conscientivo vivificarem… em questão de fluídos, a mulher tem um elemento chamado corpo amarelo, que permanece carregado de energia criadora. É, pois, a partir dele que a mulher consegue fazer as suas transmutações, desde que siga as recomendações e técnicas passadas nos livros e aqui bem explicadas… Espero ter ajudado de alguma forma.
    Paz inverencial!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.