Menu

19 – O Arcano

1 de março de 2016 - Fase A

Tema nº. 19 –   O Arcano.

Do caos espermático e obscuro que em nossos órgãos sexuais levamos, surge a luz e esta brilha, agora, nas trevas, como uma estrela de seis raios no céu noturno.

Mediante o trabalho da arte hermética torna-se manifesto o que antes se encontrava difuso na massa tenebrosa e grosseira do sujeito primário.

Stella Maris, Mercúrio, Alma Metálica do Esperma Sagrado, em forma de água branca e brilhante que os alquimistas denominam “Astro”.

Sinal Astral do “ens seminis” revelador do mercúrio preparado; Estrela do Norte que guia o navegante do oceano tenebroso.

Virgem mãe KANDALINI, simbolizada por essa estrela de linhas entrecruzadas que constituem o Selo de Salomão.

Virgem do Mar, sem cujo auxílio, sempre oportuno, o Hierofante Moisés não poderia ter sido salvo das águas.

A natureza mercurial da brilhante Estrela é indiscutível, irrefutável. Muitos sábios naufragaram no oceano tempestuoso da vida e da morte por não ter esse Astro como guia.

O filho ingrato que se esquece da sua Divina Mãe particular, individual – pois cada um de nós tem a sua – fracassa inevitavelmente.

Esta Estrela conduz os sábios ao nascimento do Filho de Deus e ela mesma há de guiar nossos passos.

“Solve et coagula”, “dissolver e coagular”, é o fundamento vivo da “Grande Obra”. Necessitamos dissolver “mercúrio seco” e “enxofre arsenicado” e coagular “mercúrio vivo” e “enxofre puro”.

O “mercúrio seco” está constituído por todos esses “agregados psíquicos” que em seu conjunto constituem o querido ego dos ignorantes ilustrados.

O “enxofre arsenicado” é o fogo animal, bestial, dirigido para baixo; aos “infernos atômicos do homem”.

É urgente fecundar o mercúrio vivo com o enxofre puro ou fogo sagrado, se é que, realmente, queremos fabricar os Corpos Existenciais Superiores do Ser.

As personalidades “kalkianas” destes tempos do “KALIYUGA” crêem que possuem os corpos astral, mental e causal.

Esses “sabichões” não somente ignoram, mas também, ignoram que ignoram. Não querem dar-se conta de que são tão somente míseros fantasmas vestidos com corpo físico.

Aquilo que continua depois da morte é o “mercúrio seco e o “enxofre arsenicado”.

De modo algum exageramos quando afirmamos que isso que prossegue no mais além, depois da disfunção do corpo carnal, é tão somente um montão de diabos; os “agregados psíquicos”, eus inumanos ou formas bestiais, dentro das quais se encontra engarrafada a Essência.

Aqueles que jamais se auto-observaram seriamente, aqueles que têm atrofiado o sentido da auto-observação, pensam de si mesmos o melhor; nem sequer suspeitam que dentro de si mesmos existem o “mercúrio seco” e o “enxofre vermelho”.

Esses incultos adoram o “querido ego”, estão convencidos de que evoluciona e se aperfeiçoa; não se preocupam por destruí-lo ou aniquila-lo; nunca souberam que o tão cacarejado ego é uma soma dos eus, ou demônios, mercúrio seco, defeitos infra-humanos.

Se as pessoas amassem de verdade a sua “Stella Maris”, se a tomassem como guia, ela os auxiliaria na “Grande Obra”, ela eliminaria da natureza delas o mercúrio seco e o enxofre arsenicado.

Criar esses corpos supra-sensíveis que as personalidades “kalkianas” já crêem ter, só é possível fazendo cristalizar o mercúrio vivo por meio do enxofre, ou fogo sagrado, e sob a condição de eliminar, radicalmente, o mercúrio seco e o enxofre arsenicado.

Aqueles que não procedam dissolvendo e coagulando de acordo com as regras da Arte Hermética, se converterão em “HANASMUSSEN” com duplo centro de gravidade, em demônios terrivelmente perversos.”

             Após essa pequena introdução tirada do livro “A Grande Rebelião” de V.M. Samael Aun Weor, aliás, obra indispensável para quem quer se aprofundar no conhecimento das técnicas para o auto-conhecimento e eliminação dos defeitos psicológicos, passamos a dar continuidade a este nosso curso.

Assim, temos que dizer que ARCANO significa SEGREDO.

Segredo, posto que em poucos períodos da história fora permitido pela Grande Fraternidade Branca que se entregasse abertamente à humanidade esse fundamento crucial para o real desenvolvimento espiritual. Isso não quer dizer que, desde que o tempo existe, ele não tenha sido entregue secretamente àqueles que se mostrassem preparados; daí vem o pseudônimo ARCANO.

No livro intitulado “O Mistério do Áureo Florescer” (V.M. Samael Aun Weor) encontraremos em detalhes todos os fundamentos físicos da MAGIA SEXUAL; os biológicos, no que tange à anatomia, à neurologia e aos asanas; bem como, também encontraremos neste livro os fundamentos relacionados à Psicologia e à Filosofia da Sahaja Maithuna.

Neste insignificante capítulo do nosso curso abordaremos as técnicas práticas unicamente, o que não exclui em hipótese nenhuma a leitura do mencionado tratado para uma completa compreensão do tema, aliás, fundamental para o desenvolvimento espiritual, porém complexo. É indispensável a leitura do livro acima citado, pois ali também encontrarão detalhamento das técnicas aqui passadas, ou vice e versa.

Há outro livro que é indispensável para a devida compreensão do tema. Trata-se do livro intitulado “A Águia rebelde” de V.M. Rabolu. Ali encontramos ensinamentos chaves para o entendimento completo deste tema.

Porém, recordemos que aqui e nos citados livros apenas ensinamos a parte escrita e memorizável daquilo que se tornará a prática do Arcano. A verdadeira compreensão da Magia Sexual se dará com a experiência adquirida desta prática.

A primeira coisa que todo esoterista deve investigar e compreender em si mesmo é que sem o sábio uso da Energia Sexual é impossível qualquer tipo de ligação real com nossas partes Superiores. No sexo estão as forças primogênitas da criação em ação. Ou seja, dentro de nós mesmos encontramos as três forças primárias da criação, e é precisamente nos órgãos sexuais que estão depositados os germes solares. Assim, devemos elevar o sexo ao posto de coisa supremamente sagrada, pois assim o verificarão por vocês mesmos que é. Para tanto devemos nos auto-observar profundamente nessa hora para que nenhum eu de luxúria, ou desvalorização do sexo se manifestem, pois qualquer defeito é extremamente indesejável nessa hora. Para isso temos passado todas as técnicas. E, para que a prática do Grande Arcana possa ser realizada de maneira adequada, vamos passar mais detalhes. Desta maneira poderemos renascer sob as bases das forças primárias do nosso Ser e não sob as bases do terrível ego.

Um ponto fundamental para não deixar o ego se manifestar livremente, é não deixar a mente voando. Assim, além de observa-la como temos ensinado aqui, com o claro objetivo de nos desbravarmos, devemos mantê-la ocupada. Nos explica o V.M. Rabolu que a concentração neste sentido é fundamental. E para isso necessitamos com urgência máxima desenvolvê-la.

Então, esse é o primeiro ponto que vamos detalhar em relação ao Arcano. No preciso momento do ato sexual, a concentração deve ser perfeita em nossas gônadas, ou ovários, imaginando (lembrar que imaginar é ver e não somente um processo mental de recordatório; mas sim ver o novo, o aqui e agora, o real) que o sol brilha ali e dali sai fogo, que nos incendeia, nós somos fogo… e que dali, das gônadas, os vapores de ouro vão subindo vértebra por vértebra, através de dois finos canais. São os chamados canais Idá e Pingalá, da terminologia védica, os quais vão se cruzando coluna vertebral acima; ocasião, em que ao passar pelas vértebras vão acendendo-as em luz, fogo e potência, até chegar e encher ao cérebro.

Notemos que, nestes momentos de dita inefável, na mente já deve ter se instalado o silêncio absoluto, pois ela vai estar bem ocupada, e, por conseguinte em estado passivo. Desta maneira ela não terá meios de tagarelar e prejulgar a nada e, deste modo, estará trabalhando pra a consciência, que por sua vez vai estar ativa. Mecanismo que se consegue toda vez que estejamos concentrados naquilo que estivermos fazendo: mente calada e passiva – Consciência ativa; conforme não nos cansamos de ensinar.

Termina o caminho da energia sexual, assim polarizada, pois Idá é ativa e Pingalá, passiva; justamente no entrecenho. O caduceu de mercúrio é o simbolismo gráfico de todo este processo.

19-1

Não devemos esquecer que o mantram IIIIIIIIII AAAAAAAAA OOOOOOO, mantram básico do Arcano, deve ser pronunciado mentalmente, fazendo a coluna e tudo vibrar.

Toda esta técnica havemos de fazer, buscando encontrar o acento perfeito na alma, suplicando à Nossa Mãe Divina para que nos conduza e mostre-nos o caminho.  Não é demasiado dizer que o gnóstico busca, principalmente nestas horas, a perfeição, o respeito, o amor, bem como a devoção e a humildade dentro de nós mesmos.

19-2

É uma prática muito complexa que exige muito do praticante. Exige-lhe entrega total e força de vontade. Assim, no parágrafo anterior demos ênfase à imaginação, mas essa sem a Vontade não é nada. Deste modo, IMAGINAÇÃO É VONTADE TRABALHAM EM PERFEITA E VIBRANTE HARMONIA PARA O ÊXITO ABSOLUTO.

Muitos iniciantes acham que não estão puros suficientes para iniciarem essa prática, mas, como dizem os Mestres, ‘é com o carro andando que temos que temos que trocar a roda’. A prática do Grande Arcano nos enche de força para lutarmos contra nossos defeitos psicológicos, e não nos podemos dar ao luxo de não potencializarmos nossa Espada flamígera, que Nossa Divina Mãe empunhará para eliminar nossos mais terríveis eus. Lutemos, pois. Encontremos a leveza da alma dentro de nós mesmos. O verdadeiro amor; lembremos que o respeito e a harmonia entre o casal é fundamental e indispensável à prática do Grande Arcano. Adoremos em pleno coito Nossa Divina Mãe Kundalini. Busquemos a perfeição.

A magia sexual ou Sahaja Maithuna (tantrismo branco ou de luz) é o segundo fator de REVOLUÇÃO DA CONSCIÊNCIA. A magia sexual é o sábio uso da energia criadora, ou sexual.

Aqui ensinamos um mecanismo muito importante, que não nos devemos esquecer durante o diário viver: A KUNDALINI SOMENTE DESPERTA E ASCENDE VÉRTEBRA À VÉRTEBRA ATRAVÉS DOS MÉRITOS DO CORAÇÃO.

O mais importante nesta prática, no entanto, é a obtenção da CASTIDADE CIENTÍFICA. Falemos claro: APÓS AS CARÍCIAS PREPARATÓRIAS, O GNÓSTICO INTRODUZ E FALO NO ÚTERO DA SUA ESPOSA SACERDOTISA E AO FINAL SE RETIRA DA PRÁTICA SEM EJACULAR O SÊMEM JAMAIS NA VIDA. A isso damos o nome de Castidade Científica.

A castidade científica é indispensável para o êxito da prática. A luxúria é o pecado original. Assim, devemos conquistar a castidade científica, inclusive em pleno coito, eliminando a luxúria radicalmente de nossa psique. É necessário, para que tenhamos meios suficientes para conseguirmos controlar e irmos eliminando a luxúria, usar todas as técnicas aqui passadas; ao que é indispensável que aprendamos a TRANSFORMAR AS IMPRESSÕES. Ou seja, somente quando tivermos de fato eliminado uma boa quantidade de eus luxuriosos dentro de nós mesmos, que conseguimos a castidade científica; ocasião em que o fluxo de energia sexual para dentro e para cima se estabelece maravilhosamente.

A energia sexual, por ser explosiva, requer muita vontade para que a possamos conduzir para dentro. O normal, o instinto irracional, nos leva a ejacular o sêmem ao final do ato sexual. Mas aqueles que querem vencer sua natureza interior e dar um sábio uso à tão preciosa energia sexual é indispensável que roube a tocha da mão de Bafometo. Assim transformamos o desejo sexual em vontade. A potência sexual, por sua vez, deve ser divinizada para trabalhar para a pureza da alma. Ao final será transformada em luz. Os egos, devem ser eliminados e transformados em amor, mediante a consciência, que se valendo da imaginação também conduzirá a energia sexual para cima.

A energia sexual é muito refinada, muito superior às demais; tanto que se por ventura circular por canais estranhos aos seus próprios, pode danificá-los, pois trata-se de uma voltagem mais elevada. Constantemente nós deixamos a energia sexual, ainda que maneira inconsciente, circular por canais não próprios aos seus, por isso somos tão débeis e cheios de doenças.

Como foi dito acima, o princípio básico da grande obra é: transformar, transmutar, instintos em VONTADE-CONSCIÊNCIA; transformar, transmutar, egos em alma, AMOR-CONSCIÊNCIA. Ou seja, morrer e nascer em nós mesmos, amando aos deuses, a nós e aos outros.

A energia sexual ao ser transmutada traz saúde e harmonia. A Kundalini ao acender vértebra à vértebra desperta os chácras e regulariza a atuação das glândulas endócrinas por eles subordinadas. O auge da regularização das glândulas endócrinas se dá, sobretudo quando atinge e altura da glândula pinel no topo da cabeça.

19-3

O melhor horário para se realizar a prática do Arcano é de madrugada. É nesse horário que a atmosfera está mais tranquila e os corpos descansados.

No gráfico acima, também lemos, do lado oposto ao que se lê ‘Madrugada’, a palavra ‘Dia’. É, pois, durante o dia, através das práticas da auto-observação e morte em marcha, bem como das demais práticas entregues nesse curso, que vamos conseguir o EXCEDENTE de energia sexual com o qual se é possível trabalhar com o Arcano. Ao deixarmos os egos atuarem durante o dia, deixamo-los esgotarem a energia sexual, devido ao mecanismo que explicamos na lição sobre Os Sete Centros da Máquina Humana. Desta maneira, teremos que trabalhar com hidrogênios mais pesados e aí não há uma satisfatória transmutação, aumento a possibilidade de poluções noturnas.

Vamos dar uma ênfase maior aqui, à prática da TRANSFORMAÇÃO DAS IMPRESSÕES, pois ela é fundamental na eliminação da luxúria.

A TRANSFORMAÇÃO DAS IMPRESSÕES PARA ESTANCAR A ATUAÇÃO DE ALGUM EU DE LUXÚRIA: Devemos aprender a ver o sexo como sagrado. Devemos colocar a imagem de uma senhora bem velha, ou de uma caveira em decomposição, quando sentirmos a luxúria atuando, através das formas físicas de uma pessoa atraente do sexo oposto. Mas isso não torna indispensável a eliminação e compreensão do defeito da luxúria. A transformação serve somente para que o defeito pare de se manifestar. Mas, se ele se manifestou é porque ele existe. Assim, devemos captura-lo dentro de nós mesmos e peticionarmos à Mãe Divina para que Ela nos deixe livre daquele defeito, arrastando a morte até vermo-nos sem ele, ou seja, eliminando-o até o mais próximo que consigamos da Mãe Divina. Para quem vive em recordação de si mesmo isso é um pouco mais fácil. Agora, para aqueles que já estão identificados com as coisas do mundo e com os egos, torna-se um pouco mais difícil; porém, esse é o caminho: RECORDAÇÃO DE SI, AUTO-OBSERVAÇÃO E MORTE EM MARCHA, NASCER, SACRIFÍCIO PELA HUMANIDADE, DESDOBRAMENTO ASTRAL, MEDITAÇÃO, ETC. Trabalhai sobre si mesmos e vereis os resultados e colheis as benesses.

Ainda, durante a vida diária, devemos falar-lhes a respeito das emoções negativas e arroubos de felicidade, ou tristeza, ou ira… Isso consome muita energia sexual. Nos deixa esgotados. O equilíbrio, a disciplina, a harmonia, o comedimento devem permear a vida do gnóstico. Lembremos que o ego é a própria indisciplina.

O quarto do casal deve ser um templo sagrado. Asseado. Harmônico. Onde as palavras levianas e maus pensamentos não devem entrar.

É apenas recomendado que se pratique de madrugada, após algumas horas de sono, pois isso reequilibrará o corpo vital. Mas, isso não é o indispensável. O casal se deve por em acordo em tudo, com muito respeito e harmonia.

Logo após uma simples oração, de coração, à Mãe Divina e ao Pai que está em secreto, para que nos ajudem e protejam durante a prática, passamos ao aquecimento. Beije com amor e devoção. Ternura. Carícias conscientes. O beijo aquece. Ao homem cabe dar, além de carinho, a proteção. Lembremos que a chama do amor sai do Coração. A mulher é diferente do homem; ela vai se aquecendo aos poucos. É necessário que a mulher chega a estar devidamente aquecida para iniciar a conexão.

A união sagrada entre homem e mulher SEM DERRAMAMENTO DE SEMEM E SEM ESPASMOS OU ORGASMOS se chama Magia Sexual. Nesse momento eles são Deuses, plenos e completos.

Depois da desconexão é importante que o casal siga transmutando suas energias sexuais até que sintam suas gônadas ou ovários completamente vazios. Isso dura em torno de trinta minutos, mas varia muito. Como dissemos linhas acima, a energia sexual é muito forte é por isso não deve ficar ali sem circular, pois isso traria doenças. Deste modo, o casal, deitados em decúbito dorsal devem fazer profundas inalações e exalações, continuando com o estado interior adequado, orando á Mãe Divina, suplicando-lhe para que conduza a energia sexual pelos condutos Ida e Pingalá até o cérebro, enchendo o cálice do cérebro, o qual se aurifica e se acende em luz, para logo em seguida, já na exalação, dirigi-la conscientemente do cérebro ao templo do coração tranquilo, pra lá SE DISSIPAR EM LUZ.

O vibrante mantram básico IAO continua sendo utilizado aqui mentalmente, tanto para não atrapalhar a profunda respiração, como pra não atrapalhar o conjuge. Esse mantram serve para despertar a Kundalini e conduzi-la coluna vertebral acima no corpo físico. Tudo deve ser realizado com muita naturalidade, tranqüilidade e paciência, pois é a nossa Consciência quem conduz todo o processo, e estes dons são-lhe próprios.

19-4

O mantra KANDIL BANDIL RRRRRR, também é um dos mantras que podem ser usados na prática do Saraja Maituna (Magia Sexual) por iniciantes.

19-5

Damos algumas instruções finais a respeito do grande Arcano: quando a mulher estiver menstruada não se pratica o arcano, tampouco a mulher fará a respiração neste período, porém o homem segue suas respiração diariamente, mesmo sem que haja conexão. A Magia Sexual deve ser unicamente executada por casais casados, sendo indispensável um afastamento mínimo de um ano, caso seja impossível se praticar com o mesmo parceiro, para que se comece a praticar com outro parceiro. O Arcano exigirá um domínio total do sexo, e não que sejamos dominados por ele; deste modo, dizemos que a parte instintiva deve ser dominada, os agregados psíquicos de qualquer espécie devem ser radicalmente neutralizados e o amor, o respeito, a ternura, a adoração restaurados, pois eles já existem na alma virginal. É aconselhável que não se passe de uma hora de conexão, para evitar a atuação da luxúria.

A prática do Arcano, ou sexo Yoga, serve tanto para eliminarmos defeitos psicológicos, como para nascermos em nós mesmos e criarmos nossos corpos existenciais do Ser. Empunhai a lança de Eros e orai, suplicando à Divina Mãe Kundalini em pleno coito para que Ela elimine um defeito previamente compreendido e Ela assim o fará.

PRÁTICA PARA SOLTEIROS – PRANAYAMA

Aos solteiros é necessário que se casem. (Ou seja, não é possível o despertar da Kundalini sem a prática da Magia Sexual em sua integralidade…) Mas, isso não quer dizer que se vão a casar com a primeira ’doida’ que aparecer pela frente. Não se preocupem. É a Grande Lei Divina quem unem os casais. A única coisa que o neófito deve fazer é lutar contra si mesmo verdadeiramente (seguir eliminando seus agregados psíquicos) e o cônjuge aparecerá. Porém, deve tomar todo o cuidado do mundo para não confundir desejo com o amor. Consultem o tema “Sexologia”, pois ali abordamos com mais desenvoltura essa questão. Releiam, estudem, compreendam a fundo cada um destes ensinamentos; utilizem-se da reflexão serena; da prática constante; da auto-observação de vós mesmos e da Meditação diária: nunca se esqueçam que a sabedoria está em vós e não nos outros, tampouco nos livros (letra morta)…

(OBs.: Aos gnósticos é melhor que se casem com uma gnóstica…)

Não obstante, os SOLTEIROS podem e devem praticar a SUBLIMAÇÃO DAS ENERGIAS SEXUAIS diariamente. Essa prática serve para, como o próprio nome diz, sublimar a energia sexual, tornando-a mais sutil e equilibrada, bem como para ir acostumando a energia sexual a seguir o caminho por onde deve a partir de agora seguir. Quero me referir ao caminho Ascendente. O Caminho Sagrado. O Caminho dos Sábios. O Caminho coluna vertebral acima…. de maneira consciente, harmoniosa, virtuosa… Porém, ela não tem o potencial para o Despertar do Kundalini, pois nossa Serpente Ígnea dos Mágicos Poderes somente desperta com a prática do Arcano entre homem e mulher casados, mediante uma conduta reta…

A prática para solteiros, ou seja, A Sublimação das Energias Sexuais, é muito parecida com aquela respiração que tem lugar logo após a desconexão sexual que explicamos linhas acima. (Profundas respirações, seguida de concentração na coluna vertebral para dentro e para cima, na direção do cóccix ao topo da cabeça, seguindo para o entre cenho e terminando no fundo do coração tranquilo…) O que muda é o mantran e alguns poucos detalhes.

Passemos à prática: Concentrados a partir de suas gônadas ou ovários, os solteiros inspirarão profunda (com certa força) e alongadamente utilizando o mantra HAM, que se pronuncia quase como se estivéssemos limpando a garganta, e alongando-se o AAAAAAA e o MMMMMMM. É necessário o uso da Imaginação criadora (imaginar é ver) e da vontade para o sucesso desta prática. Assim, nesta ocasião vê-se a coluna vertebral se iluminado à medida que a energia sexual sobe passando por dentro das vertebras. Porém, não devemos deixar de mencionar a respeito do desmembramento da energia criadora em dois pólos (ativo e passivo), os quais se vê como dois finos cordões de ouro que se cruzam formando 8 em meio à luz, saindo das gônadas ou ovários. (ou seja, devemos sistematicamente engendrar o ativo no passivo; o concentrado no amplo; a força de vontade na sensação de percepção do exato local da coluna; enfim, o ativo no passivo…) Da mesma maneira que no arcano, o silêncio na mente (não deixar ela ir para outros lugares afora os da técnica), e o acento adequado na alma são fundamentais para o sucesso desta prática (respeito, súplica e Amor). Logo, a energia segue subindo e enche o cálice do cérebro, que se ilumina, chegando até o entre cenho (átomo do Pai que está em secreto…). Nesta altura, mudamos o mantra para o SAH, iniciando uma rápida, curta e forte exalação. O SAH, se pronuncia como TSÁ. Ocasião em que a luz passa pelas fossas nasais e chega ao fundo do coração tranquilo, se espalhando para fora, iluminando-nos a nós e o nosso entorno… (Ou seja, o mantram integral é o Ham-Sha (Raamm-tsá). Ham, subindo e Sha, baixado ao coração, onde se dissipa em luz…)

Nos momentos de dificuldades, quando a mescla do ativo com a passivo não acontece o neófito deve implorar, rogar, suplicar com intensidade e sinceridade à Sua Mãe Divina para que ela o favoreça, o ajude…

PAZ INVERENCIAL

RECAPITULANDO:

– Arcano, Magia Sexual, Sahaja Maithuna, segundo fator Nascer;

– Conexão do homem com a mulher sem derramamento de sêmen;

– Transmutação das energias sexuais: Desejo em vontade; Egos em amor;

– Excedente de energia sexual é a que será transmutada; Morte em marcha durante o dia;

– A energia resultante da Transmutação construirá nossos Corpos existenciais do Ser;

6 opiniões sobre “19 – O Arcano

Leandro

Existe algum problema se um dos cônjuges realizar o arcano sem o entendimento do outro durante o sexo?

Resposta
    gnose

    Sim, há sim… é preciso explicar muito bem à parceira tudo a respeito do que se está fazendo. Isso, praticamente, é uma obrigação nossa. Já se o parceiro ou parceira vai aceitar fazer as transmutações também, é outra história. Não obstante, é impossível a realização do arcano sem a colaboração do cônjuge…

    Resposta
LEILA MATTOS ARAÚJO NÁPOLES

Estou adorando o curso!!

Resposta
Felipe pontes

OLÁ, ME CHAMO FELIPE DE ŚA. MANAUS.AM queria ser aluno perto de minha região. mas é muito escasso este conhecimento gnóstico. 92 991975330 estou aberto às maiores in formações.

Resposta
    gnose

    Olá, Felipe, nossa proposta aqui é somente o curso online… não temos sede física. No entanto, as informações aqui neste curso disponibilizadas já serão as suficientes para que qualquer um saia do mundo das teorias e entre definitivamente no mundo da prática; se diligente, disciplinado e constante for. Bons estudos. Boas práticas, Felipe.
    Paz Inverencial

    Resposta
Andreia Souza

Seus textos tem ajudado muito nos meus estudos! Parecem traduzir as informações do Mestre Samael que algumas vezes tem uma linguagem difícil de compreender.

Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.