Menu

14 – Drogas e Alcoolismo

1 de março de 2016 - Fase A

Tema nº. 14 –   Drogas e Alcoolismo.

eros-psique

Em 04 de fevereiro de 1962 iniciou-se a ERA DE AQUÁRIO. Então, a humanidade passou a receber fortes influências daquela constelação. Aquário é a casa de Urano e Saturno. Urano é um planeta revolucionário e controla as glândulas sexuais, é terrível, catastrófico. Saturno lembra-nos o caos, o regresso ao ponto original de partida. Tal mescla gerou aquilo que os sábios chamaram de “onda dionisíaca”. A onda dionisíaca provocou um comportamento mais liberal e vivificante em relação ao sexo, em oposição ao retraimento e vergonha que a era de peixes gerava na maioria das pessoas. Como a Lei das oposições permeia toda a criação, a onda dionisíaca deu-nos a conhecer seus dois pólos. O pólo positivo foi que a magia sexual passou a ser ensinada livremente, fazendo com que o sexo se tornasse edificante e conduzindo as pessoas ao verdadeiro amor e ao êxtase divinal. Em contrapartida, ou seja, o pólo negativo gerou o abuso do sexo. Algumas pessoas passaram a tomá-lo como vulgar, usando-o puramente para os fins libidinosos, sem contar para isso com parceiros fixos, restando, neste processo, o amor e a sabedoria completamente apartados. Na parte mística, ao invés do êxtase divinal e consciente, o pólo negativo fez surgir o êxtase luciférico, algo produzido pelo hipnótico e ilusório órgão kundartiguador (mesmo lugar de origem dos egos), muito semelhante ao ‘baque dos drogados’. Como exemplo disso que dissemos linhas acima, podemos verificar que no início da era de aquário estavam em voga, como pólo positivo, o Movimento Cristão Gnóstico e, como pólo negativo, o Movimento Hippie.

Deus-Dionisio

As drogas causam, como se sabe, danos físicos e psicológicos. No corpo físico se verifica o envelhecimento precoce, a impotência sexual precoce, a decrepitude física de um modo geral, o tecido cerebral vai se deteriorando, entre outros sintomas que a ciência oficial, bem como as vistas de qualquer observador atento podem evidenciar.

Um pouco mais além, qualquer vidente mais ou menos desperto poderá evidenciar que o corpo vital do drogado começa a ficar sem brilho. Como é o corpo vital quem vitaliza o corpo físico, aquele vai fazendo com que este trabalhe mal.

Temos que falar agora algo esotérico, desconhecido da ciência oficial; quero me referir à estreita relação existente entre a energia sexual e os canais das narinas. Ali existem certos canais de tipo etéreo, por onde circulam a energia sexual. Como algumas drogas entram por esses canais, isso faz com que eles se deteriorem, tornando mais rapidamente a energia sexual decrépita.

Já no mundo astral e mental, os eus se fortificam em demasia com os efeitos psicológicos causados pelas drogas. Quando os alcoólatras ou os drogados estão sob seus respectivos efeitos há como um festim para os egos, pois a pessoa se tornam menos vigilante, mais irresponsável, reage mecanicamente a tudo, etc. ‘Soltar os bichos’, essa expressão que o vulgo adora usar, diz muito do que acontece no interior do drogado. Essa expressão tem estreita relação com a expressão do V.M. Samael, quando diz que uma pessoa caiu com pentalfa virada para baixo.

O GNÓSTICO APENAS BEBE O VINHO DA MEDITAÇÃO NA TAÇA DA PERFEITA CONCENTRAÇÃO; então, ditoso, entra na região de extrema liberdade e felicidade, muito além da mente, dos afetos e do corpo.

No nível mental, o drogado experimenta a ruptura entre mente e cérebro. Mente é aquela que idealiza a operação. Cérebro é o órgão físico que traz ao corpo as coisas da alma, as coisas da mente. É devido a esta ruptura que começam a acontecer as tremedeiras, por exemplo… A memória vai se perdendo, etc.

Quero abrir um parêntese agora para explicar um perigo que ronda muitos estudantes de esoterismo. Muitos dos usuários de drogas são os que podemos chamar de “equivocados sinceros”, ou seja, aqueles que buscam o caminho sinceramente, mas se deixam enganar pelas aparências e acabam por se sentirem defraudados mais adiante, vindo a abandonar a busca do real caminho. As drogas alucinógenas, e mesmo aquelas que produzem um estado ampliado de consciência não são necessárias para o crescimento espiritual. Pelo contrário, podem confundir o neófito que não pratique intensamente a morte do ego, bem como podem deixar o praticante esoterista um pouco acomodado. Esclarecemos que a única maneira digna de estudar as dimensão superiores é despertando os chacras que nos darão os poderes necessários para tal façanha. O despertar destas faculdades da alma está intimamente relacionada ao ascenso da Kundalini. Explicaremos em lições futuras tudo isso pormenorizadamente. Também esclarecemos que subjetivamente também existem meios para se despertar temporariamente os chacras relacionados com o poder anímico desejado. Assim, ensinaremos mantras e exercícios para desperta-los. As plantas foram muito úteis e ainda o são em certas ocasiões para certos povos, em que se depende inevitavelmente de se colocar o corpo na quarta vertical ou de se ver clarividentemente para realizar curas ou algo do gênero. Nós não somos mais dependentes disso para nos curarmos. As plantas são boas, mas causam contrarreações físicas e como dissemos, nos deixam moles para despertamos consciência por nós mesmos. A meditação é a melhor maneira de se ver as dimensões superiores. Aqueles que tem pressa em ver as dimensões superiores que pratiquem intensamente meditação e colham os efeitos positivo destes esforços. As drogas puramente alucinógenas, por sua vez, em geral somente fazem robustecer o órgão das fantasias, o órgão kundartiguador, ou cauda de Satã, com seu terrível poder hipnótico. Lembremos que o órgão kundartiguador é a causa da origem dos próprios egos. Os gnósticos devem se afastar completamente destas drogas e do álcool.

Os efeitos nocivos das drogas e do álcool chegam até a região da Consciência Pura. Lá, na sexta dimensão, a Essência livre, porém adormecida, do usuário é vista como se estivesse também sob os efeitos do entorpecente. Isso faz com que, com o uso constante, a consciência se torne cada vez mais adormecida.

O trabalho com os TRÊS FATORES DE REVOLUÇÃO DA CONSCIÊNCIA, em especial a alquimia, podem regenerar por completo o drogado, desde o corpo físico, passando pelo vital, o astral, o mental e promove, ainda, o despertar completo da Consciência.

Porém, a princípio, um viciado deve ser retirado do meio que o levou ao vício e se lhe dar muita atenção e carinho, ou seja, primeiramente o drogado deve ser recolocado na sociedade.

 

O Demônio Algol

 

O álcool produz danos físicos e psicológicos muito semelhantes aos causados pelas drogas.

Álcool é uma palavra de origem árabe e significa simplesmente DEMÔNIO. Na mitologia grega há uma menção à estrela ’Algol’ (de onde saiu a palavra álcool) na história da Medusa, onde Perseu lhe corta a cabeça; clara representação da eliminação dos defeitos psicológicos que caracterizam o mim mesmo. O demônio alcoólatra é caracterizado por sua sutileza e envolvimento. É bastante normal que as pessoas lhe façam concessões, mas aos poucos o gosto por estar ébrio vai aumentando. Durante o ato de embriagar-se ocorrem justamente os festins dos egos a que nos referimos linhas acima.

 

Considerações Finais

 

Como último ponto, quero me referir aos sacerdotes ou professores do espiritualismo. Esses devem sempre servir de exemplo para aqueles que recebem seus ensinamentos. Assim, é absolutamente inadmissível um pseudo-mestre que mantém negociações com o demônio Algol. Utilizando palavras do V.M. Samael, “um sacerdote não deve atirar ovos podres em seus fiéis”.

 

RECAPITULANDO:

 

– os males causados pelas drogas atingem os corpos físico, vital, astral, mental e a consciência;

– as origens das alucinações vem do órgão Kundartiguador, a cauda de Satã,  o mesmo lugar de origem dos egos;

– o álcool é um demônio sutil e envolvente;

– as drogas e o álcool levam-nos a catástrofes; o trabalho com os TRÊS FATORES DE REVOLUÇÃO DA CONSCIÊNCIA regeneram completamente todos os corpos e faz despertar a consciência para aquilo que Jesus, Buda e Platão, entre outros, têm chamado de o Real;

6 opiniões sobre “14 – Drogas e Alcoolismo

Diego Rosa

Olá. Hoje estou com Hiv/Aids Estou com 26 e desde os 16 comecei com as drogas. Deus me guiou a gnose após os primeiros usos. Infelizmente hoje tenho o ego ou o [possuído eu] pelo elemental do tabaco. O que aconteceu foi que isto me gerou [ainda com kundalini despertando durante o rodear da vida] um início físico e devastador do órgão kundartiguador. Em ambas as partes sou um viciado. o erro dos cosmokratores meaconteceu e hoje até hoje eu sofro rigores indescritíveis os quais não consigo suportar………..sei que esta é a minha ou seria areal lutado meu querido Ser que sempre diz o que é certo de forma simples.

Enfim quando conseguir irei me mudar e meus pais que bebem [mãe] e fumam [pai] teremos de aconselhar. mas até que eu aprenda.

Muito obrigado pelo post e apoio.!

O que me faltou durante tudo isto foi a pratica anti as drogas…. esta é minha história e preciso de ajuda o que puder já agradeço….li e agradeço pela revelação histórica e consciencial de que todos nessescitam. Obrigado!

Resposta
    gnose

    Não é fácil… mas quanto maiores os esforços; maiores os méritos… siga lutando com a morte do eu psicológico… PAZ INVERENCIAL

    Resposta
Fábio Klein

Ritalina também se enquadra como droga?

Resposta
    gnose

    Se altera a relação simpático-parassimpático, bem como a consciência e sua faculdades, sobretudo as ocultas, coisa que não se afere na Academia Médica atual, sim… é difícil saber… as drogas da ciência oficial, as vezes ajudam; as vezes atrapalham… fique atento… siga meditando e praticando o arcano, pois ele tratá lentamente o reequilíbrio perfeito entre simpático e parassimpático, bem como regulará todo o sistema endócrino… porém, é preciso alertar: a casos em que o sistema está nervoso está danificado demais… nesta situação o neófito fica com pouca capacidade para iniciar seus trabalhos… o importante é seguir com os três fatores: MORRER, NASCER E SACRIFÍCIO PELA HUMANIDADE… essa é a porta…

    Resposta
Tatiana Leonor Cassins

Fico pensando em se tratando de eliminação dos egos. O que seria um exorcismo e se este seria de fato eficaz …?

Resposta
    gnose

    Olá, Tatiana… Demônios são egos, os quais, como sabemos, engarrafam uma porção de alma… eliminar egos é nos livrar de nossos próprios demônios… Anjos são a porção de alma livre desperta… Sim, há exorcismos e eles são eficazes… as literaturas em geral criam grande dramaticidade sobre esse assunto, que na verdade é simples… hoje em dia somos demônios, pois trabalhamos sob o condicionamento do ‘eu’… conforme vamos eliminando nossos defeitos psicológicos e avançando nas práticas de meditação e no fator Nascer, vamos entendendo em nós mesmos a diferença entre estes dois polos… há bastante literatura gnóstica sobre o tema exorcismo… leia ‘O Mistério do Áureo Florescer’, ‘Medicina Oculta’, ‘As Três Montanhas’… Saudações… PAZ INVERENCIAL

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.